Notícias

Hemoal orienta agentes de captação de doadores sangue do HGE

Hemocentro conta apenas com 92 bolsas de sangue, quando a quantidade mínima deveria ser 300
Texto de Thallysson Alves

Sem nenhuma bolsa de sangue do tipo O negativo, o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) percorreu os postos de enfermagem e outros setores do Hospital Geral do Estado (HGE) , nesta terça-feira (30), com o intuito de sensibilizar os profissionais de saúde sobre a necessidade de serem agentes multiplicadores do apelo à doação.

 

Isso porque, as transfusões de sangue são de fundamental importância na recuperação das vítimas de traumas, de anêmicos e, principalmente, requisito na realização de cirurgias de alta complexidade.

 

O esforço é uma tentativa de reverter à situação crítica dos estoques do Hemoal, que no momento da ação contava com apenas 92 bolsas de sangue, quando a quantidade mínima deveria ser 300.

 

Conforme a gerência da hemorrede alagoana, os únicos tipos sanguíneos menos críticos são A+ (45 bolsas), A- (5) e AB – (2). Os demais estão extremamente críticos: O+ (28), B+ (8 bolsas), AB+ (3), B- (1) e O- (0).

 

“Durante as prévias e o feriado prolongado do Carnaval, as pessoas consomem mais bebidas alcoólicas e o tráfego de veículos cresce, principalmente nas estradas e cidades do interior, sugerindo aumento dos riscos de acidentes de trânsito. Isso acontecendo, as vítimas que necessitarem de socorro hospitalar irão precisar de transfusões de sangue”, argumentou a coordenadora do Núcleo de Captação de Doadores de Sangue do Hemoal, Maria das Graças Padilha.

 

A visita da equipe do Hemoal nos setores do maior hospital público de Alagoas é resultado da articulação do setor Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), que é ligado às equipes de Valorização de Pessoas da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

 

A iniciativa busca evitar transtornos maiores na qualidade dos serviços de saúde oferecidos no HGE, em Maceió, e no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, que continuarão funcionando nos dias de folia, durante 24 horas.

 

Para doação de sangue

 

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), para doar sangue é imprescindível que o voluntário tenha boa saúde, idade entre 16 e 69 anos e, no mínimo, 50 kg. No caso dos menores de 18 anos é recomendada a presença dos responsáveis – todos com documento de identificação oficial original.

 

Além desses pré-requisitos, o voluntário não pode ter contraído doença de Chagas, Aids, sífilis e hepatite após os 11 anos. Já quanto aos doadores que irão repetir o procedimento, estipula-se um intervalo de dois meses para os homens e três para as mulheres. Quanto às gestantes e lactantes, não é permitida a doação.

 

As doações de sangue podem ser realizadas na sede do Hemoal Trapiche, situada na Rua Dr. Jorge de Lima, próximo ao Estádio Rei Pelé. O órgão funciona das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira; e das 8h às 17h, durante os sábados.

 

Também é possível se candidatar à doação de sangue no Hemoal Farol, situado no Hospital do Açúcar. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h. No interior, as doações podem ocorrer no Hemoar, localizado na Rua Dr. Geraldo Barbosa, no Centro de Arapiraca, sempre de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

Artigos relacionados
Notícias

OMT e Facebook se unem para dinamizar uso do marketing digital

A nova realidade digital que se implantou na atividade do turismo já está presente no mercado como já disse o…
CapitalNotícias

Avenida Assis Chateaubriand receberá iluminação em Led

A Superintendência Municipal de Energia e Iluminação Pública de Maceió (Sima), iniciou nesta sexta-feira (16), a revitalização da famosa Avenida…
ALAGOASDestaquesNotícias

Voos Lisboa/Maceió devem voltar a partir da próxima semana, com duas frequências

Os voos regulares Lisboa/Maceió, com escala em Recife voltam a ser realizados estão liberados a partir de hoje (16), segundo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :